Navigation

Suplemento por filho

O suplemento por filho é pago a pais que ganham o suficiente para o seu próprio sustento, mas não para cobrir as despesas de toda a família, ou apenas à justa. O suplemento por filho é, no máximo, de 185 euros por mês e filho. É pago por cada filho solteiro até aos 25 anos de idade, desde que reunidas as seguintes condições: Você tem de receber abono de família para o filho em questão. Além disso, o seu rendimento não pode ser inferior ao limite mínimo. Este é de 900 euros ilíquidos para casais e 600 euros ilíquidos para famílias monoparentais.

O limite máximo anterior foi anulado com efeitos a partir de 1 de janeiro de 2020, pelo que famílias com rendimentos um pouco mais elevados também podem receber o suplemento. Desde 1 de janeiro de 2020 que também pode receber o suplemento por filho se o seu rendimento mais o suplemento por filho e o subsídio de habitação não ficar mais de 100 euros abaixo do limite do SGB II.

Desde 1 de julho de 2019 que apenas 45 porcentagem do rendimento dos seus filhos, p. ex. a pensão de alimentos ou o adiantamento da mesma, é levado em conta para efeitos de cálculo do suplemento por filho. Vale assim a pena pedir o suplemento mesmo que seja pai solteiro com um rendimento pequeno. Para além do suplemento por filho, pode ainda receber prestações para educação e participação, como a participação gratuita num almoço comunitário na escola e no infantário e um apoio para despesas escolares no valor de 150 euros. Beneficiários do suplemento por filho estão também isentos da mensalidade do infantário.

O suplemento por filho tem de ser pedido por escrito junto da Caixa de Abono de Família da Agência Federal de Emprego. Desde o início de 2020 que também pode preencher o formulário de pedido online. Poderá verificar se tem direito ao suplemento por filho com o Guia KiZ da Caixa de Abono de Família.

Encontrará também informações mais detalhadas sobre as diferentes prestações e auxílios no Familienportal do Ministério Federal da Família. Utilize também a ferramenta informativa do Ministério Federal da Família para descobrira que prestações familiares poderá ter direito.